sábado, 29 de agosto de 2015

História de Belterra: 29 de agosto

Por *Oti Santos
Hoje, sábado, 29 de agosto:
> 1896 – Curuái ganha reconhecimento
Em Belém, o governador Lauro Sodré assina o Decreto nº 307 dispondo sobre a criação do povoado de Curuái, no Lago Grande da Franca, região de rios do município de Santarém.

> 1912 – Rixa entre “Lemistas” e “Lauristas”
Em Belém, ainda motivados pelos fatos do dia anterior, quando seguidores do líder Lauro Sodré responsabilizam o caudilho Antônio Lemos pelo não bem explicado episódio da tentativa de assassinato daquele, os lauristas atacam e incendeiam o prédio do jornal A Província do Pará. Depois rumam para residência de Lemos com o mesmo intuito, porém são recebidos à bala onde sete deles tombam sem vida.

> 1949 – Criador da paróquia belterrense vai embora (1)
Em Santarém, o povo católico de despede do bispo Dom Anselmo Pietrulla, líder da Igreja regional desde 1941 (3º bispo da história da paróquia de Nossa Senhora da Conceição), que é transferido por ato do papa Pio XII para atuar em Campina Grande, no estado da Paraíba.

> 1962 – O primeiro, após a Revolução de 1930 
Morre, em Santarém, aos 73 anos, o ex-prefeito “Seu Idelfonso Almeida” (Ildefonso José Ferreira de Almeida). Santareno; fazendeiro na região do Lago Grande da Franca; militar da reserva; delegado da polícia civil de Santarém; que por sua amizade com Magalhães Barata ingressa na política desempenhando com retidão as funções de prefeito municipal de Santarém, nomeado ema dois períodos distintos (1930/1933 e 1943/1945) e de Belém, nomeado pelo próprio Barata, então interventor estadual, para o período de 1934 a 1935.

> 1967 – Tristeza (2)
Morre, em Belém, o “Seu Clarindo Martins” (José Clarindo Martins). Profissional que faz história em Belterra e Fordlândia, para onde migra saindo de Belém quando da chegada dos americanos no Tapajós, ingressando na Companhia Ford como piloto de embarcação e tendo por anos a responsabilidade de comandar as barcaças da companhia no transporte de cargas e passageiros entre os postos de Fordlândia e Belém, com escalas em Belterra e Santarém.
Casado com a “Dona Maria do Carmo” e pai dos filhos Nádia, Nélia, Eny, Clarindo e Everaldo, estes, médicos, afamados na região. Clarindo, por sinal, chegando a ser diretor do Hospital Henry Ford de Fordlândia, além de atender também no Hospital Henry Ford de Belterra, onde chega a morar e Everaldo, médico e político em Santarém.

> 1984 – Inédito: União decide o 2º Turno em Santarém
Estádio Elinaldo Barbosa, quarta-feira (Campeonato Santareno- Decisão do 2º Turno- 2º Jogo- Final): S Francisco 4x1 União, de Belterra- Gols de Ronaldão (contra); Isaac; Bigurrilho e Gilson para o Leão Santareno, que conquista o 2º Turno (Vencera também o 1º jogo pelo placar de 2x0). O gol de honra dos belterrenses é anotado por Nei. S Francisco com Alaércio- Zé Lima, Belterra, Ferrete e Assunção- Filiba, Léo (Zerino) e Isaac- Bigorrilho, Gilson (Batista) e Haroldo- Téc: Valdo Abdala. O União com Nonô- Picote, Gregório, Nilsão e Joãozinho (Sepê)- Bolão, Ronaldão e Reginaldo (Everaldo)- Amarildo, Nei e Ronêta.

> 1999 – Tristeza I
Morre, em Santarém, aos 85 anos, o “Seu Jorge” (Jorge Silva Brito). Natural de Icoaracy, na “Grande Belém”, que ainda jovem migra para Belterra em busca de oportunidades na Companhia Ford, fixando-se inicialmente em Porto Novo. No tempo dos americanos atua como seringueiro. Já em Belterra, casa com a nordestina “Ceci” e mora, ainda, na Vila Sondagem, Estrada 4 até chegar à Vila Pilão do Meio. 
Na segunda metade dos anos 1940 ingressa no serviço público promovido a vigilante como servidor da Plantações Ford e ERT (Estabelecimento Rural do Tapajós) até a aposentadoria. Pai responsável, que com firmeza educa os filhos Edirle, Maria José, Zé Diniz, Zé Luiz e Guimar encaminhando-os à vida pela trilha da dignidade. 
Em 1976, já aposentado e tendo recebido o pedido de devolução da casa na qual residia por parte da Administração, muda de Belterra para fixar morada em Santarém.

> 2001 – Festival do Tucunaré é tornado oficial (3)
O prefeito municipal sanciona a Lei nº 74, fruto de um proje aprovado à unanimidade pela Câmara de Vereadores, tornando oficial o tradicional Festival do Tucunaré, realizado todos os anos na Comunidade Piní, na Flona Tapajós.
Com o ato, esse festival, surgido com a implantação do município em 1997, muito atrativo às comunidades do entorno e ao turismo regional, passa a fazer parte do calendário de eventos do município e é inserido definitivamente no plano orçamentário de gestão.

> 2001 – Tristeza II
Morre, em Santarém, aos 75 anos, internado no Hospital Municipal, vítima de um AVC, o “Seu Ernesto” (Ernesto Santos Pedroso). Natural de Samaúma (Porto Novo) que ainda jovem ingressa na Companhia Ford como auxiliar de enfermagem no Hospital Henry Ford e logo ascendendo à condição de enfermeiro e assim permanecendo até a aposentadoria como servidor público federal.
Casado com a alenquerense Célia Reis Pedroso e pai dos filhos: Selivalda, Celino, Naldo, Dudu, Téo, Everaldo (Teteco), já falecido, e Edson. 
Tradicional morador da última Pilão e depois Estrada 4, em frente ao Campo da Praça Brasil. Torcedor apaixonado pelo União e por muitos anos, mantém em funcionamento “Coreto da Praça Brasil”, o qual repassa ao cunhado Duca ou “Delegado” quando deixa Belterra em razão da aposentadoria, para fixar morada em Santarém.

> 2003 – O Conselho Tutelar como pauta
A juíza da Infância e Adolescência da Comarca de Santarém, Betânia Figueiredo Pessoa, acompanhada pelo promotor de Justiça Mauro Moraes, empreende visita oficial ao prefeito de Belterra para tratar junto a Administração municipal sobre os crescentes índices da violência praticada e sofrida por menores, bem como celebrar uma parceria visando a instalação do Conselho Tutelar na cidade.

> 2004 – O primeiro: “Alô..., é do Porto Novo” (4)
A comunidade Porto Novo, distante cerca de 4,5 km do centro da cidade, passa enfim a comunicar-se com o mundo através de telefone. Numa parceria entre a Prefeitura e a representação comunitária, é instalado pelo técnico em telecomunicações Dauberson Macedo, na residência do “Seu Sabazão” (Sebastião Assis Ferreira) o telefone nº 9125.9444. Com a primeira ligação sendo realizada desse aparelho por volta das 12h00, para o telefone 523.5909, em Santarém.

> 2009 – Sob nova direção
No balneário Pindobal, tendo como local o barracão da comunidade, a Associação de Moradores realiza a solenidade de posse da sua nova diretoria. Assume a presidência da entidade, tendo muita gente a testemunhar o encontro, o belterrense, comerciante e morador da própria comunidade, popularmente chamado “Bil” (Iomar Vidal da Silva), propeietário da Pousada Katrina.

> 2014 – Pedido de Socorro
Os militares do Corpo de Bombeiros, com sede em Santarém, são acionados para dar apoio às equipes da Prefeitura de Belterra que tentam debelar um incêndio na mata (área de preservação do Instituto Butantan), com provocação sob suspeita de crime, e que ameaça as famílias residentes no final da Vila Frei Vicente (outrora Rabo da Gata), além de um sistema de captação e abastecimento de água por ser inaugurado.

NOSSOS CUMPRIMENTOS AOS ANIVERSARIANTES DO DIA:
* Antônio Alves
* Benito da Gama Santos
* Carlos Henrique de Lima Chaves
* Carolina Cavalcante Ferreira (Carol)
* Celso Sabino de Oliveira
* Ciro Rogério Souto da Rocha
* Edgar Luiz Souza da Costa
* Edmundo da Costa Figueira
* Eduardo de Góis Lobo (Edu)
* Flávio Henrique de Paiva Campos
* Gualdino Martins Barra
* Jairo Pinto dos Santos
* José Hamilton Ribeiro
* José Miguel Teixeira Rabelo
* Luiz Einar Néri Solano
* Márcia Eliana S. Lima
* Maria Rosa Maciel Oliveira (Rosinha)
* Mery Sandes Colares de Lima
* Paulo de Andrade Figueira
* Verônica Wanzeler

Dom Anselmo Pietrula, criador da paróquia de Belterra em 1943
Sede da AITA, local do Festival do Tucunarém, em Pini

* É Jornalista.

Nenhum comentário: