domingo, 30 de agosto de 2015

História de Belterra: 30 de agosto

Por *Oti Santos
Hoje, domingo, 30 de agosto:
> 1972 – O presidente Médici e a Transamazônica (1)
No Pará, o presidente da República general Emílio Garrastazu Médici inaugura – descerrando a placa afixada em uma frondosa castanheira – entre os municípios de Altamira e Itaituba, a Rodovia BR-230 (Transamazônica), projetada para ligar a cidade de Cabedelo, na Paraíba, a Lábrea, no Amazonas, numa extensão de 4.000 km. 
Integrando a comitiva presidencial o governador do estado Fernando Guilhon e os ministros Mário Andreazza, dos Transportes; Costa Cavalcanti, do Interior e Carlos Alberto da Fontoura, do SNI.

> 1925 – Audácia
Em Santarém, num domingo, pela madrugada, é registrado o primeiro atentado à bomba registrado pela história da cidade, com o lançamento por mãos desconhecidas de um artefato explosivo sobre o telhado do prédio onde reside o juiz substituto da Comarca, Dr. Alarico Barata.

> 1943 – O Pantera em gestação
Em Santarém, na residência dos irmãos Valdomiro e Valdemarino Paz Pinto – fundadores, jogadores e diretores do Santa Cruz Esporte Clube – na Rua da Alegria, no Bairro da Aldeia (local hoje aonde se encontra a residência nº 1615 da Rua 24 de Outubro), é admitido em reunião de Assembleia Geral que o clube passará a chamar-se São Raimundo Esporte Clube, numa homenagem ao padroeiro do Bairro e por ser essa data dedicada ao Santo.

> 1951 – Nova estrutura administrativa
Em Belém, o recém-empossado governador Alexandre Zacharias de Assumpção, recém-empossado, sanciona a Lei nº 400, fruto de um projeto aprovado pelos deputados, dispondo sobre a criação da Secretaria de Estado de Educação- SEDUC.

> 1959 – Veteco, há 56 anos (2)
Um grupo de conhecidos desportistas moradores do Bairro da Aldeia, fundam, em Santarém, o Veterano Esporte Clube em reunião cuja ata recebe as assinaturas de Elpídio Cruz Moura, Waldomiro Paz Pinto, Edgar da Paz Vieira (Mestre Pingo), Domingos Olegário de Sousa (Tapioca), Domingos Gonçalves de Sousa, Waldemarino Paz Pinto (Marino), Francisco das Chagas Moreira da Silva (Chaguinha) e Gerson Marinho de Sousa, vindo do S Raimundo E Clube; Alberto Siqueira Castro (Moreno) e Dídimo Manoel de Souza, vindos do S Francisco F Clube; Roque Ribeiro Góes (Domingos Roque), João Gonçalves de Sousa (Joãozinho Roque) e Raimundo Nonato dos Santos (Acari).

> 1968 – Um dos capítulos da crise política de então (3)
Em Santarém, a Câmara Municipal, uma semana após eleger os vereadores Fábio Lima e João Menezes para a 1ª e 2ª Secretarias, decide fazer um novo pleito após aprovar o projeto de Resolução de autoria do vereador César Sarmento, dispondo sobre a criação dos cargos de 1ª e 2ª vice-presidências e elegendo para as novas funções o próprio Cesar Sarmento e Ronan Liberal. 
Ao tomar conhecimento da destituição, o vereador Fábio Lima que respondia pela Chefia do Executivo, entrega as chaves da Prefeitura ao chefe do Destacamento da Aeronáutica na cidade, tenente Índio do Brasil.

> 1982 – Novo pároco
Em Belterra, o frei Juvenal Carlson, OFM, assume a direção da paróquia de Santo Antônio de Pádua em substituição ao frei Roberto Schmieg, OFM, em cumprimento ao ato do bispo diocesano de Santarém dom Tiago Ryan, OFM.

> 1985 – Com novo nome
Em Santarém, após um bom tempo fora do ar, a Rádio Clube, também lembrada como ZYR-9 (o seu primeiro prefixo de identificação), emissora pioneira do interior paraense, com estúdios na Rua Galdino Veloso, no Bairro da Aldeia e sob o comando do advogado Armando Fonseca, volta as atividades comunicativas com a sua nova denominação: “Rádio Planície”.

> 1986 – Leão santareno em Fordlândia
Campo Mangueirão, em Fordlândia, sábado (Amistoso Intermunicipal): Combinado Tapajós/Nacional 1x2 S Francisco, de Santarém- Zé Augusto e Isaac anotam para o SF que atua com Raul- Argeu, Zé Augusto, Ferrete e Geo- Gustavo, Isaac e Zizinho- Zerino, Cabecinha e Haroldo- Téc: Valdo Abdala. 
A delegação azulina se utiliza do B/M José Herculano para esse deslocamento e a Rádio Rural de Santarém, com a narração de Oti Santos, faz a sua primeira transmissão esportiva desse distrito aveirense.

> 1986 – Novo pároco I
Recebido com o carinho dos católicos belterrenses, o frei Antônio Glauber, OFM, assume a direção da paróquia de Santo Antônio de Pádua em substituição ao frei Juvenal Carlson, OFM.

> 1989 – O retorno de frei Osmundo
O frei Osmundo Menges, OFM, em cumprimento ao ato do bispo Diocesano de Santarém, dom Lino Vombömmel, assume novamente – para a alegria do povo católico de Belterra – a responsabilidade pela paróquia de Santo Antônio de Pádua em substituição ao frei Antônio Glauber, OFM.

> 1996 – Tristeza
Morre, em Santarém, aos 63 anos, internado no Hospital Imaculada Conceição, vítima de uma parada cardíaca decorrente de complicações do diabetes o “Seu Pasquinho” (Pasquinho Nogueira Costa). 
Natural de Aninduba no município de Santarém que migrando ainda jovem para Belterra ingressa nas Plantações Ford como ajudante, depois lotado como ajudante de bordo nas embarcações e finalmente transferido para o “Cercado” como agente de portaria até o benefício da aposentadoria. 
Em Belterra, onde chega a morar na Estrada 4, Rabo da Gata e Pilão do Meio, casa com Maria Pereira Costa, oriunda do Jaguarari, rio Tapajós, com quem constitui a numerosa família de 15 filhos, sendo 9 homens. 
Também atua como desportista e comerciante, sendo vice-presidente do União nas gestões de Nazaré Cruz e Agenor Aires e na atividade comercial instalando na Estrada 1, próximo aos Correios, a “Casa Iracema”, depois “Casa Costa” com grande variedade de produtos. 
Em 1978, já aposentado, muda com a família definitivamente para Santarém.

> 2003 – No ar a Serrabel FM (4)
Em solenidade coordenada por Raimundo Dias, tendo o pastor José Leite Ferreira (Taíco) como responsável pelo cerimonial, com a placa do empreendimento sendo descerrada por João de Moura Pantoja (Joca) e o pastor Antônio Pereira (STRB); além da faixa desatada por Nadir Pimentel (representante do Sintsep) e o próprio Raimundo Dias (Diretor da Rádio), é oficialmente inaugurada às 16h00 a Rádio Comunitária FM Serrabel, 87,9 Mhz. A princípio, com estúdios e transmissores instalados anexos a Creche Municipal Frei Osmundo, na via de acesso à Vila Timbó.
Presentes também ao evento festivo o Frei Ricardo (Pároco de Belterra); Dra. Graça Malheiros (Delegada da polícia Federal em Santarém); Vereadores Paulo Curió, Osmar Pimentel e Raimunda Lúcia; Padre Edilberto Sena (Rádio Rural de Santarém) e Antônio Carlos Azevedo (Diretoria do Sintsep/Belém).

> 2008 – Tristeza I
Morre, aos 88 anos de idade, em Parintins, no Amazonas, vítima de um câncer de próstata, o pastor evangélico Melvin Edward Huber, fundador da Igreja da Paz em Santarém. Com o corpo trasladado para Santarém, em meio ao clima de comoção e homenagens, com grande acompanhamento é levado ao túmulo no cemitério São João Batista.

> 2013 – Tristeza II
Morre, em Santarém, aos anos de idade, vítima de um AVC o “Seu Ionaldo” (Ionaldo Maciel Sousa). Natural de Belterra, filho do simpático e saudoso casal Antônio Herculano (Zizinho) e Sabazinha Sousa. 
Carinhosamente chamado “Buroaca” pelos amigos mais chegados, deixa viúva a belterrense de Fordlândia Laurenice Matos Sousa e sem a sua presença física os filhos Iara Nice, Ilmara, Ionei, Ionara e Itaiguara.

> 2014 – Novos imortais
Em Santarém, no “Plenarinho” da Câmara Municipal, a ALAS (Academia de Letras e Artes de Santarém) reúne ordinariamente sob a presidência do jornalista Ednaldo Rodrigues para dar posse aos seus dois novos acadêmicos: professor Jackson Matos e o músico José Marinho Batista (Zé Batista). 
O primeiro em substituição a Felisberto Sussuarana na Cadeira nº 10, cujo patrono é Felisbelo Sussuarana e o segundo, em substituição a Eriberto Santos na Cadeira 7, cujo patrono é Cléo Bernardo de Macambira Braga.

2014 – ABC Campeão!
Campo da Praça Brasil (Campeonato Belterrense de Máster- Decisão- Final): ABC 1x1 Santa Cruz- Nos pênaltis 6x5 para o Galo da Serra- Edno Marques dos Santos- Clébio Reis e Raimundo Viana Cutaca- 1x0 Valdo (SC), 35 / 1x1 Jack, 9. ABC Campeão com Gorista- Marcio Lira, Elson, Besouro (Branco) e Reginaldo (Dênis)- Roriz, Wilson, Deon e Sílvio (Cabeça)- Dinha (Rond) e Jack (Jarlinho)- Téc: Nelson. Santa Cruz com Jedilson- Luis Carlos, Careca, Elclis e Grilo- Vangui (Sandro), Odair, Baixinho e Vanderlei- Cachorro e Valdo (Doutor)- Téc: Zilvan.

NOSSOS CUMPRIMENTOS À:
* Ádrio Denner
* Aládio Mourão
* Angélico Caetano Paz
* Clarice Reis de Andrade
* Domingos de Jesus Viana Filho
* Gerson Sousa Oliveira
* João Lamberto Lopes da Silva (Lamberto de Carvalho)
* Jurandir João de Sousa Pedroso
* Lauro Casagrande Filho
* Luana Almeida
* Maria Bentes
* Maria do Socorro Bendelack
* Maria Raimunda Travassos de Sousa
* Maria Rosa Pires Correa
* Maria Santos de Sousa (Maria Peixoto)
* Odair Santos Correa
* Raimundo Dhélio Guilhon
* Raimundo Fernandes Gomes Martins (Manguito)
* Raimundo Nonato da Conceição Nascimento
* Raimundo Nonato Lima Ferreira
* Rivaldo Valente
* Rose Mary Felipe Coutinho Jorge
* Rosélio Pinto Correa (Souza)
* Rosomiro Ferreira de Sousa (Rosito)
* Sebastião Ernesto Santos dos Anjos (Bola)
* William José Waack

∴ É Jornalista.

sábado, 29 de agosto de 2015

História de Belterra: 29 de agosto

Por *Oti Santos
Hoje, sábado, 29 de agosto:
> 1896 – Curuái ganha reconhecimento
Em Belém, o governador Lauro Sodré assina o Decreto nº 307 dispondo sobre a criação do povoado de Curuái, no Lago Grande da Franca, região de rios do município de Santarém.

> 1912 – Rixa entre “Lemistas” e “Lauristas”
Em Belém, ainda motivados pelos fatos do dia anterior, quando seguidores do líder Lauro Sodré responsabilizam o caudilho Antônio Lemos pelo não bem explicado episódio da tentativa de assassinato daquele, os lauristas atacam e incendeiam o prédio do jornal A Província do Pará. Depois rumam para residência de Lemos com o mesmo intuito, porém são recebidos à bala onde sete deles tombam sem vida.

> 1949 – Criador da paróquia belterrense vai embora (1)
Em Santarém, o povo católico de despede do bispo Dom Anselmo Pietrulla, líder da Igreja regional desde 1941 (3º bispo da história da paróquia de Nossa Senhora da Conceição), que é transferido por ato do papa Pio XII para atuar em Campina Grande, no estado da Paraíba.

> 1962 – O primeiro, após a Revolução de 1930 
Morre, em Santarém, aos 73 anos, o ex-prefeito “Seu Idelfonso Almeida” (Ildefonso José Ferreira de Almeida). Santareno; fazendeiro na região do Lago Grande da Franca; militar da reserva; delegado da polícia civil de Santarém; que por sua amizade com Magalhães Barata ingressa na política desempenhando com retidão as funções de prefeito municipal de Santarém, nomeado ema dois períodos distintos (1930/1933 e 1943/1945) e de Belém, nomeado pelo próprio Barata, então interventor estadual, para o período de 1934 a 1935.

> 1967 – Tristeza (2)
Morre, em Belém, o “Seu Clarindo Martins” (José Clarindo Martins). Profissional que faz história em Belterra e Fordlândia, para onde migra saindo de Belém quando da chegada dos americanos no Tapajós, ingressando na Companhia Ford como piloto de embarcação e tendo por anos a responsabilidade de comandar as barcaças da companhia no transporte de cargas e passageiros entre os postos de Fordlândia e Belém, com escalas em Belterra e Santarém.
Casado com a “Dona Maria do Carmo” e pai dos filhos Nádia, Nélia, Eny, Clarindo e Everaldo, estes, médicos, afamados na região. Clarindo, por sinal, chegando a ser diretor do Hospital Henry Ford de Fordlândia, além de atender também no Hospital Henry Ford de Belterra, onde chega a morar e Everaldo, médico e político em Santarém.

> 1984 – Inédito: União decide o 2º Turno em Santarém
Estádio Elinaldo Barbosa, quarta-feira (Campeonato Santareno- Decisão do 2º Turno- 2º Jogo- Final): S Francisco 4x1 União, de Belterra- Gols de Ronaldão (contra); Isaac; Bigurrilho e Gilson para o Leão Santareno, que conquista o 2º Turno (Vencera também o 1º jogo pelo placar de 2x0). O gol de honra dos belterrenses é anotado por Nei. S Francisco com Alaércio- Zé Lima, Belterra, Ferrete e Assunção- Filiba, Léo (Zerino) e Isaac- Bigorrilho, Gilson (Batista) e Haroldo- Téc: Valdo Abdala. O União com Nonô- Picote, Gregório, Nilsão e Joãozinho (Sepê)- Bolão, Ronaldão e Reginaldo (Everaldo)- Amarildo, Nei e Ronêta.

> 1999 – Tristeza I
Morre, em Santarém, aos 85 anos, o “Seu Jorge” (Jorge Silva Brito). Natural de Icoaracy, na “Grande Belém”, que ainda jovem migra para Belterra em busca de oportunidades na Companhia Ford, fixando-se inicialmente em Porto Novo. No tempo dos americanos atua como seringueiro. Já em Belterra, casa com a nordestina “Ceci” e mora, ainda, na Vila Sondagem, Estrada 4 até chegar à Vila Pilão do Meio. 
Na segunda metade dos anos 1940 ingressa no serviço público promovido a vigilante como servidor da Plantações Ford e ERT (Estabelecimento Rural do Tapajós) até a aposentadoria. Pai responsável, que com firmeza educa os filhos Edirle, Maria José, Zé Diniz, Zé Luiz e Guimar encaminhando-os à vida pela trilha da dignidade. 
Em 1976, já aposentado e tendo recebido o pedido de devolução da casa na qual residia por parte da Administração, muda de Belterra para fixar morada em Santarém.

> 2001 – Festival do Tucunaré é tornado oficial (3)
O prefeito municipal sanciona a Lei nº 74, fruto de um proje aprovado à unanimidade pela Câmara de Vereadores, tornando oficial o tradicional Festival do Tucunaré, realizado todos os anos na Comunidade Piní, na Flona Tapajós.
Com o ato, esse festival, surgido com a implantação do município em 1997, muito atrativo às comunidades do entorno e ao turismo regional, passa a fazer parte do calendário de eventos do município e é inserido definitivamente no plano orçamentário de gestão.

> 2001 – Tristeza II
Morre, em Santarém, aos 75 anos, internado no Hospital Municipal, vítima de um AVC, o “Seu Ernesto” (Ernesto Santos Pedroso). Natural de Samaúma (Porto Novo) que ainda jovem ingressa na Companhia Ford como auxiliar de enfermagem no Hospital Henry Ford e logo ascendendo à condição de enfermeiro e assim permanecendo até a aposentadoria como servidor público federal.
Casado com a alenquerense Célia Reis Pedroso e pai dos filhos: Selivalda, Celino, Naldo, Dudu, Téo, Everaldo (Teteco), já falecido, e Edson. 
Tradicional morador da última Pilão e depois Estrada 4, em frente ao Campo da Praça Brasil. Torcedor apaixonado pelo União e por muitos anos, mantém em funcionamento “Coreto da Praça Brasil”, o qual repassa ao cunhado Duca ou “Delegado” quando deixa Belterra em razão da aposentadoria, para fixar morada em Santarém.

> 2003 – O Conselho Tutelar como pauta
A juíza da Infância e Adolescência da Comarca de Santarém, Betânia Figueiredo Pessoa, acompanhada pelo promotor de Justiça Mauro Moraes, empreende visita oficial ao prefeito de Belterra para tratar junto a Administração municipal sobre os crescentes índices da violência praticada e sofrida por menores, bem como celebrar uma parceria visando a instalação do Conselho Tutelar na cidade.

> 2004 – O primeiro: “Alô..., é do Porto Novo” (4)
A comunidade Porto Novo, distante cerca de 4,5 km do centro da cidade, passa enfim a comunicar-se com o mundo através de telefone. Numa parceria entre a Prefeitura e a representação comunitária, é instalado pelo técnico em telecomunicações Dauberson Macedo, na residência do “Seu Sabazão” (Sebastião Assis Ferreira) o telefone nº 9125.9444. Com a primeira ligação sendo realizada desse aparelho por volta das 12h00, para o telefone 523.5909, em Santarém.

> 2009 – Sob nova direção
No balneário Pindobal, tendo como local o barracão da comunidade, a Associação de Moradores realiza a solenidade de posse da sua nova diretoria. Assume a presidência da entidade, tendo muita gente a testemunhar o encontro, o belterrense, comerciante e morador da própria comunidade, popularmente chamado “Bil” (Iomar Vidal da Silva), propeietário da Pousada Katrina.

> 2014 – Pedido de Socorro
Os militares do Corpo de Bombeiros, com sede em Santarém, são acionados para dar apoio às equipes da Prefeitura de Belterra que tentam debelar um incêndio na mata (área de preservação do Instituto Butantan), com provocação sob suspeita de crime, e que ameaça as famílias residentes no final da Vila Frei Vicente (outrora Rabo da Gata), além de um sistema de captação e abastecimento de água por ser inaugurado.

NOSSOS CUMPRIMENTOS AOS ANIVERSARIANTES DO DIA:
* Antônio Alves
* Benito da Gama Santos
* Carlos Henrique de Lima Chaves
* Carolina Cavalcante Ferreira (Carol)
* Celso Sabino de Oliveira
* Ciro Rogério Souto da Rocha
* Edgar Luiz Souza da Costa
* Edmundo da Costa Figueira
* Eduardo de Góis Lobo (Edu)
* Flávio Henrique de Paiva Campos
* Gualdino Martins Barra
* Jairo Pinto dos Santos
* José Hamilton Ribeiro
* José Miguel Teixeira Rabelo
* Luiz Einar Néri Solano
* Márcia Eliana S. Lima
* Maria Rosa Maciel Oliveira (Rosinha)
* Mery Sandes Colares de Lima
* Paulo de Andrade Figueira
* Verônica Wanzeler

Dom Anselmo Pietrula, criador da paróquia de Belterra em 1943
Sede da AITA, local do Festival do Tucunarém, em Pini

* É Jornalista.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Procura por parentes em Beltterra

Você conhece Francisco de Assis dos Santos? É filho de Joaquim Mariano e Josefa Alves dos Santos. Ele morava antigamente numa das Viveiros. Tem dois irmãos: Joaquim dos Santos e José Joaquim dos Santos. São naturais de Jaguarauna no Ceará. Quem está à procura é o sobrinho dele, Santiago Júnior, que nos pediu ajuda para encontrá-lo.

domingo, 23 de agosto de 2015

História de Belterra: 23 de Agosto

Por *Oti Santos
Hoje, domingo, 23 de agosto:
> 1781 – Nome definitivo (1)
A aldeia Taparajó-Tapera, margem direita do rio Tapajós, recebe a visita do governador da Província capitão-general José de Nápoles Tello de Menezes que a denomina de Aveiro (inspirado em uma cidade portuguesa). 
Aliás, essa comunidade também é conhecida por muitos anos como Freguesia de Nossa Senhora da Conceição.

> 1892 – Luto nacional (2)
Morre, aos 65 anos, em Barra Mansa, no RJ, vítima de dispneia o Marechal Deodoro da Fonseca (Manuel Deodoro da Fonseca). Militar e político natural de Alagoas da Lagoa do Sul, em Alagoas, que em sua homenagem mais tarde ao ser elevada à condição de município recebe a denominação de “Marechal Deodoro”. 
Na política, além de presidente da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul; proclama a República e se torna o primeiro Presidente do Brasil de 15.11.1889 a 24.02.1890 como chefe do Governo Provisório e como presidente constitucional de 25.02.1889 a 23.11.1891. Data em que renuncia ao comando da nação em decorrência da crise político-econômica que se instala e com o fechamento do Congresso Nacional.

> 1943 – Chegada festiva
Recepcionados com júbilo pela comunidade no porto da Vila, chegam a Fordlândia procedentes de Santarém, a bordo do vapor “Itaituba”, os religiosos americanos da OFM, freis Tiago Ryan e Junípero Freitag. 
Na Vila se juntam ao frei Othmar Rollman, OFM, o pioneiro a fixar morada no megaprojeto da Companhia Ford, e juntos passam a conduzir a missão evangelizadora da Igreja Católica que culmina com a instalação da sede da Paróquia em 1949, e a construção da capela em louvor ao Sagrado Coração de Jesus, inaugurada no ano seguinte.

> 1954 – “Só morto sairei do Catete” (3)
No palácio do Catete, no RJ, em reunião que se estende até a madrugada, os ministros militares através de um manifesto aconselham o presidente Getúlio Vargas a pedir uma licença de 90 dias, diante da crise política provocada pelo atentado da Rua Toneleiros, em Copacabana, no último dia cinco (Tentativa de assassinato cometida contra o jornalista e político Carlos Lacerda). 
Ao amanhecer, a manchete do jornal “Última Hora” que circula nas ruas da Capital da República que parece pra lá de sensacionalista: “Só morto sairei do Catete”. Frase atribuída a Getúlio Vargas.

> 1992 – Há 23 anos na tela
Em Santarém, a TV Santarém, de Ubaldo Corrêa, exibe pela primeira vez o programa “Patrulhão da Cidade”, tendo o radialista, ex-sonoplasta e ex-discotecário Clenildo Vasconcelos como âncora. 
A nova atração, é uma versão do programa “Comando Tropical” surgido no final dos anos 1980 na Rádio Tropical, do mesmo grupo, por inspiração de Jota Parente e Jota Ninos, dentre outros, quando surge a figura do “Broncolino”, papel desempenhado pelo controvertido radialista Amadeu Santos.

> 2001 – O segundo
Em solenidade bem concorrida, no próprio nosocômio, o prefeito municipal empossa na função de Administrador do Hospital Municipal “Doutor Almir Gabriel” o belterrense Nelson Imbiriba dos Santos, recém-chegado de Manaus, AM.

> 2003 – Mandato renovado
Na sede do clube, ocorrem às eleições para a nova diretoria do União Esporte Clube. Por aclamação (chapa única), é eleito presidente da Assembleia Geral João do Nascimento Rocha e para a diretoria Executiva- Presidente: Raimundo Nonato Bentes Corrêa Filho (Macaxeira); Vice-Presidente: Janaína Borges Xavier; Tesoureiro: Valtenes de Abreu Silva (Gatinho); Secretária Giovana da Paz Coelho e Diretor de Esportes Percílio Santos Fernandes.

> 2010 – Luto
Morre, em Belterra, aos 84 anos, a “Dona Guima” (Maria Guimarães Pereira dos Santos). Matriarca de família numerosa e muito popular na cidade, moradora da Vila Viveiro, que ao longo da vida, com trabalho, humildade e persistência, se dedica com grande empenho à luta em defesa do bem estar dos filhos e netos, num exemplo, sem reparos, de mulher guerreira.

> 2011 – Em defesa do legítimo
Em Belém, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ocorre a audiência do processo movido pela vereadora Maria Creunilda Ribeiro (Nilda Paixão) que ao se desligar do PT migrando para o PPS, buscou manter o mandato alegando discriminação como a causa para abandonar a legenda 13. 
Também ouvidos nessa audiência, o vereador Ulisses Alves, do PMDB, como testemunha da vereadora, e pelo PT o seu presidente José Nicanor Miranda, além do então presidente da Câmara Municipal Ademar Sanches.

> 2014 – Tristeza (4)
Morre, em Santarém, aos 73 anos, vítima de um infarto, ao dar entrada no Hospital Municipal, o belterrense Luís Rodrigues de Sousa (Luís Santarém). Nascido em Belterra, ainda jovem começa a trabalhar como comerciário na Sapataria Botafogo, do Mestre Chico, que o incentiva a jogar pelo União; em Belterra trabalha também na representação do extinto IBDF (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal); depois monta o próprio negócio, uma mercearia, na Vila Viveiro, onde mora. Casa em Belterra com Tereza Vacilda Castro se tornando pai de 3 filhos, sendo 2 homens. 
Anos depois, com um mal-estar no relacionamento muda para Santarém, onde passa a trabalhar na Ótica Santa Luzia e logo assumindo um segundo relacionamento com a também belterrense Rosa Maria Lima, se tornando pai novamente de mais 2 filhos: Marcondes e Maurício. Ao se desligar da loja de óculos trabalha ainda na atividade comercial como gerente do B/M Tucuxi até o advento da aposentadoria.

NOSSOS CUMPRIMENTOS À:
* Adailton Ladeira
* Alyrio José Duarte Gonçalves
* Celeste Libânia Vieira Sabbá
* Filipe Leão
* Glaucinete Mendonça
* Isaac Sardinha Pereira
* Ivan Duarte de Souza
* Jarbas de Andrade Vasconcelos
* João Batista Campos de Almeida
* José Álvaro Silva Feitosa
* José Maria Rodrigues Alho
* Jurandir Marinho de Azevedo
* Libório Lúcio Amorim Barreto
* Mabel Pereira Silva
* Madson Ausier Pinheiro
* Mauro Cezar Klautau Bonna
* Pai Serginho de Oxossi
* Paula Toller Amora
* Vilson Augusto Castro de Oliveira


*É Jornalista.

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Cadastramento biométrico em Belterra começa dia 19

A Justiça Eleitoral começa na próxima quarta-feira (19/08) a fazer o cadastramento biométrico dos eleitores em Belterra. O procedimento será exigido nas eleições municipais de 2016. Para evitar que os eleitores tenham que se deslocar até o Cartório Eleitoral de Santarém, o cadastramento será feito em um posto descentralizado em Belterra durante o período de 19 de agosto a 21 de novembro. Agentes treinados pelo TRE para o atendimento ficarão à serviço de segunda a sexta-feira das 08h às 16hs. O local será o auditório da Coordenadoria de Planejamento (Coplan) localizado na Estrada Um, ao lado do Mercado Municipal, no centro da cidade.
Para o cadastramento é necessário documento oficial de identidade com foto e comprovante de residência. “Se ele tem título de eleitor, ele é obrigado a ir ao Posto de Atendimento, senão vai ter o título cancelado e isso poderá causar prejuízos aquele eleitor no que se refere à suspensão de benefícios, tais quais aposentadorias, pensão e os demais benefícios que o governo federal assegura”, explicou o chefe de cartório Alexandre Alves.
Na sexta-feira (14), a Justiça Eleitoral promoverá uma audiência na Câmara de Vereadores de Belterra, para tirar dúvidas dos eleitores sobre os procedimentos. Estarão presentes os representantes do Tribunal Regional Eleitoral.
Nas eleições presidenciais de 2014, os municípios que tiveram voto biométrico no Pará foram: Ananindeua, Barcarena, Capanema, Capitão Poço, Castanhal, Curuçá, Paragominas, Peixe-Boi e Terra Alta. Pelo cronograma do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), somente na eleição de 2018 a biometria será realidade em 100% das seções eleitorais.
Como é o cadastramento?

Os procedimentos para o cadastro é o seguinte: o eleitor cadastra os dez dedos, tira uma fotografia e cadastra a assinatura digitalizada. Somente serão usados para autenticação na hora de votar quatro dedos: os polegares e indicadores. É possível começar com qualquer dedo. Resolução do TSE aprovada para a eleição deste ano estabelece até oito tentativas (considerando os quatro dedos). Quem vota após identificação biométrica não precisa assinar a folha de votação.