quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

3ª Chamada Pública para projetos socioambientais será lançada dia 12/02

Imagem inline 1
O Fundo Dema irá lançar a 3ª Chamada Pública Geral e Quilombola de apoio a projetos socioambientais no dia 12 de fevereiro em Anapu (PA), data em que  é a Irmã Dorothy Stang foi assassinada no ano de 2005. O lançamento é uma homenagem a defensora da floresta dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras agroextrativistas na região de Altamira, área de intenso conflito fundiário.

A Chamada segue em conformidade ao contrato de colaboração financeira não-reembolsável realizado em parceria entre a Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (Fase) / Fundo Dema e o Fundo Amazônia/ Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Podem enviar projetos associações civis e comunitárias, sem finalidade econômica; e cooperativas de produção ou comercialização. Tanto as associações quanto as cooperativas devem está legalmente organizadas há, no mínimo, 2 (dois) anos, e que promovam o desenvolvimento sustentável nas microrregiões de atuação do Fundo Dema: Transamazônica; BR 163 e Baixo Amazonas e nas áreas de atuação da Malungu (Coordenação das Associações das Comunidades Quilombolas).

Os municípios que compõem as áreas de abrangência são: Alenquer, Almerim, Altamira, Anapu, Aveiros, Belterra, Brasil Novo, Curuá, Gurupá, Itaituba, Jacareacanga, Medicilândia, Novo Progresso, Pacajá, Placas, Porto de Moz, Prainha, Rurópolis, Santarém, São Félix do Xingu, Senador José Porfírio, Trairão, Uruará, Vitória do Xingu, Oriximiná, Faro, Terra Santa, Juruti, Óbidos, e Monte Alegre.

Os projetos socioambientais enviados deverão atender aos objetivos da chamada que visam o fortalecimento da organização e capacitação socioambiental e econômica das comunidades, e manejo sustentável de recursos naturais. Através dos objetivos os projetos deverão desenvolver algumas ações, conforme tabela abaixo:
 
Os prazos de envio dos projetos socioambientais ainda serão divulgados pelos Comitês Gestores, Geral e Quilombola, do Fundo Dema.

Fonte: Ascom/Fundo DEMA

Nenhum comentário: