sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Grupo de teatro de Suruacá participará de Festival em Santarém

De 10 a 12 de dezembro, ocorrerá em Santarém, o Festival de Teatro e Cidadania promovido pelo Ponto de Cultura da Associação de Teatro Amador de Santarém(ATAS). Um dos espetáculos a ser apresentado será “E assim surgiu Suruacá”, produzido e encenado por jovens da comunidade ribeirinha de Suruacá, localizada na margem esquerda do Rio Tapajós dentro da Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns. A encenação do grupo está prevista para o dia 12 de dezembro às 9 horas na Casa da Cultura.

Teatro eles já estão fazendo há cinco anos. Tudo começou em 2005 quando alguns jovens tiveram a idéia de fazer uma peça sobre a paixão e morte de Jesus Cristo e exibi-la na própria comunidade durante a páscoa. Aquele movimento chamou a atenção dos moradores e os motivou para novos trabalhos. Vieram espetáculos no Natal, em festejos da escola e na festa do padroeiro. Surgindo assim, o Grupo de Teatro de Suruacá.

Em maio de 2010 viram uma nova oportunidade com a chegada da ATAS e a proposta de uma Oficina de Teatro com os integrantes do grupo. Segundo Maiara Bentes, 17 anos, “a oficina foi importante para o grupo conhecer a técnica do fazer teatral e também para nos abrirmos a novos horizontes”. Convidados pela Associação para se apresentarem no Festival de Teatro e Cidadania, o grupo se empolgou. Criaram então um espetáculo que conta a história da sua comunidade.

“O mais importante deste trabalho é que é uma forma da juventude se unir. Aqui tem três grupos de jovens, que só se juntam para fazer teatro”, afirma Djalma Lima Junior, de 16 anos, um dos mais animados do grupo. Ele também conta que está ansioso para a apresentação na Casa da Cultura: “Esta é uma oportunidade de mostramos o nosso trabalho para um número maior de pessoas”.

No final do mês de novembro receberam ainda mais inspiração para a interpretação, criação de figurinos e melhoria no corpo cênico com a Oficina de Teatro VivoEncena. Uma atividade organizada pelo Instituto Vivo em parceria com o projeto Saúde e Alegria que mobilizou outras comunidades para o desenvolvimento das artes cênicas.

A travessia do Rio Tapajós já começou para os jovens lutadores de Suruacá e se depender deles vão ainda mais longe.

Nenhum comentário: