segunda-feira, 12 de julho de 2010

Ruralistas aprovam mudanças na legislação para facilitar desmatamento

A bancada ruralista na Câmara dos Deputados, que montou uma comissão especial destinada a aprovar as mudanças no Código Florestal e facilitar o desmatamento para ampliar as fazendas do agronegócio, conseguiu seu objetivo. O relatório do deputado Aldo Rebelo, elaborado com assessoria das organizações ruralistas, foi aprovado na terça-feira, dia 6 de julho, por 13 a cinco .

Todos os partidos de esquerda ou centro-esquerda votaram contra a proposta, apoiada apenas por parlamentares e partidos mais conservadores. DEM, PMDB, PP, PR, PPS e PTB votaram a favor das mudanças, enquanto PT, PSB, PSOL, PV e parte do PSDB votaram contra o projeto.

Como a aprovação se deu apenas na comissão que tratava do assunto, agora precisa ser votado em plenário por todos os deputados. Mas, do jeito como passou pela comissão, o texto representa um grande incentivo para o avanço do desmatamento na Amazônia e no Cerrado, pois as áreas protegidas diminuirão. Também ficará impossível recuperar a Mata Atlântica, pois desaparecerá a obrigação de reflorestar as áreas excessivamente desmatadas.

Quem nunca se interessou em cumprir a lei será beneficiado. E aqueles que gastaram tempo e dinheiro para se regularizar serão mais uma vez tratados como otários. Uma das mais importantes leis de proteção aos recursos naturais brasileiros foi jogada no lixo em prol de interesses particulares que, envoltos em discursos nacionalistas, só querem liberdade para poder usar e abusar de bens que são importantes para toda a coletividade.

Continue a leitura...

Nenhum comentário: