segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Mulheres de Belterra marcham pelo fim da violência

Por : Stefanie Auer - cooperante do DED no Conselho da Cidadania Belterra

No ”dia internacional de combate à violência contra a mulher”, 25 de novembro, as mulheres de Belterra/PA não ficaram caladas. Uma marcha ao longo da Estrada I, no centro da cidade, foi organizada pelo Conselho das Mulheres, Conselho de Assistência Social, FASE Amazônia, Associação Feminina de Belterra (ASFEBEL), Conselho dos Direitos das Crianças e Adolescentes e Pastoral da Criança, com o apoio do DED.

Durante a mobilização foram citados textos e frases em relação aos direitos da mulher e o microfone do carro de som foi aberto a todos os participantes da marcha. No ponto final na Praça Central de Belterra ocorreu uma palestra sobre a lei Maria da Penha. Na ocasião, foi destacada a importância de uma estrutura física dentro do município para o acolhimento de mulheres vítimas de violência. Infelizmente, na região, casos de violência familiar e abuso sexual não são raros.

As participantes e os participantes da caminhada fizeram uma parada em frente ao presídio da policia civil e militar para reivindicar uma delegacia da mulher. No município, ainda não existe um lugar adequado para o atendimento a mulheres.

A mobilização faz parte do processo “Construindo a democracia feminina em Belterra”, uma iniciativa do segmento das mulheres do município, apoiado pelo DED. Em maio, houve um primeiro evento na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Belterra com palestra e discussão; em agosto, um seminário de dois dias abordou o tema “saúde da mulher”; já em outubro, aconteceu um evento no interior do município sobre “direitos da mulher”.

O processo está fortalecendo o movimento de mulheres de Belterra e tem feito com que sejam retomadas as atividades de algumas associações femininas nas comunidades belterrenses.

Nenhum comentário: